sexta-feira, 8 de junho de 2018

Blecaute, desabamento e desorganização frustram primeiro dia do MCJ na Estação das Artes


Um "acidente" anunciado: é assim que pode ser classificado o primeiro dia de festa do Mossoró Cidade Junina (MCJ) na Estação das Artes.

O dia começou com os organizadores do MCJ já sabendo que somente o pólo da Estação das Artes poderia ser salvo dos atrasos na montagem de suas estruturas. Mas que isso, o show de Xand Avião não poderia deixar de acontecer. Tanto pelo valor pago pela Prefeitura de Mossoró (R$ 330 mil) quanto pelo apelo popular que tem a atração.

Para isso, a estrutura da Estação das Artes foi montada às pressas e o Corpo de Bombeiros só foi chamado para vistoriar as instalações da festa poucas horas antes do evento.

Os portais de entrada da Estação, onde são feitas as revistas com detectores de metal, e os tapumes em torno do pólo não foram montados e deixou mais inseguro ainda o evento, fazendo voltar à memória os tempos em que o local era apelidado de Estação das Facas.

Além disso, a iluminação muito deficiente deixou a maior parte das pessoas no breu e aumentou a sensação de insegurança e apreensão.

Mesmo com toda a desorganização, o evento teve início com as atrações locais, e seu ponto alto, que deveria ser a apresentação de Xand Avião, foi marcado por um apagão que fez a banda parar o show e um desabamento de camarote.


O desabamento, que aconteceu no camarote da TCM/Futebol Bets por volta das 0h30, deixou dezenas de pessoas feridas com escoriações e pelo menos 6 delas precisaram de atendimento médico, sendo levadas pelo SAMU para o Hospital Tarcísio Maia e a Comunidade de Saúde.


A TCM, que transmitia o show ao vivo pelo Canal 10 e 95 FM, interrompeu subitamente a transmissão.

O show também foi interrompido por alguns minutos, mas continuou logo depois, como se nada tão grave tivesse acontecido.

Ao final da primeira noite de festa no principal - e até agora único - pólo do Mossoró Cidade Junina, a Prefeitura Municipal, emitiu uma nota tentando se isentar de qualquer responsabilidade pelo quase desastre, apesar de ser a realizadora do evento, atribuindo toda a culpa do desabamento às empresas que montaram as estruturas:

Prefeitura de Mossoró exigirá explicações da empresa sobre acidente em camarote privado A Prefeitura de Mossoró lamenta o acidente ocorrido na noite desta quinta (07) em camarote privado, durante show do cantor Xand Avião, e aciona os órgãos fiscalizadores para apuração das causas do desabamento de parte da estrutura. O Município informa que os atendimentos foram realizados emergencialmente pelo SAMU e Comunidade de Saúde, que está de plantão para o evento, com o auxílio de brigadistas contratados para o Mossoró Cidade Junina. O Corpo de Bombeiros também realizou os procedimentos no local, auxiliando na evacuação do espaço. As primeiras informações são de que as poucas pessoas envolvidas no acidente tiveram ferimentos leves. A Prefeitura não tem responsabilidade sobre a montagem e exploração do camarote privado, mas vai exigir da empresa responsável explicações e providências que garantam a segurança e evitem qualquer possibilidade de risco desta estrutura particular no evento.
Uma publicação compartilhada por Prefeitura de Mossoró (@prefeiturademossoro) em

A nota, porém, se omite sobre todos os outros incidentes de desorganização do evento.

Desabamento do camarote da TCM/Futebol Bets: acidente anunciado